A História de Ganimedes parte III- Final

30 06 2009

Muito bom, tivemos muitos comentários no ultimo post também, a história de Ganimedes fez sucesso! Estou orgulhoso de vocês! Agora aqui vai a ultima parte da saga do infeliz copeiro dos deuses!

—————————————————————

Lá no monte Ida o deus retornou à sua forma original e se voltou para Ganimedes, que olhou para ele meio confuso, ainda com a bunda ardendo… Seguiu-se então o seguinte diálogo entre os dois:

– Ganimedes, me dá uma bitoca!

– … Te conheço?

– O pássaro de agora a pouco!

A ave sequestra o pastor! Reparem no cão latindo para a ave, certamente foi ele o responsável por desnudar o rapáz ao tentar puxa-lo de volta... Muito conveniente para Zeus...

A ave sequestra o pastor! Reparem no cão latindo para a ave, certamente foi ele o responsável por desnudar o rapáz ao tentar puxa-lo de volta... Muito conveniente para Zeus...

– FOI VOCE!

– Menino, você não vê um homem qualquer aqui na sua frente, eu sou Zeus ta sabendo? ZEUS!

– Tu quer dizer que é o cara que fez chover granizo nos campos e matou as minhas ovelhas dois dias atrás e agora me seqüestra e me estupra!?!

– Exatamente!

– filho da puta…

– Mais respeito, você deveria estar agradecido!

– … Tu é argentino por acaso?

– Que argentino o que moleque! Eu sou um deus!

– Que seja, posso voltar pra casa agora? Não sei percebeu, mas meu rebanho está sozinho a mercê dos lobos!

– Você está na presença de um deus e se preocupa com lobos?

– Claro, se algo acontecer a meu rebanho meu pai me mata quando eu voltar!

– É mesmo? Só que tu não vai voltar!

– NÃO VOU VOLTAR!?!

– Claro que não, eu me transformaria em pássaro a toa? Olha, tenho mais o que fazer além de sair assustando meninos por ai, por mais lindos que sejam – e Zeus deu uma piscadela para o garoto.

– mas esse velho é uma bichona…

– Mais respeito moleque!

– Olha, vamos fazer assim, você me devolve e eu sacrifico pra ti meus melhores carneiros, que acha? Tem uns quatro lá de três anos que são uma maravilha!

– Tolinho… eu não vou te devolver, não adianta insistir… Esqueça a vida que levava, apartir de agora voce viverá no Olimpo, beberá néctar e comerá ambrosia que você mesmo servirá aos deuses, agora você é um de nós!

– Mas, mas… E quando eu quiser brincar, quem vai brincar comigo? Onde eu vivia haviam muitos amigos da mesma idade…

– quem vai brincar contigo? Hihihi…

– …

– Vamos, vai ser divertido!

– Ta, mas o que eu vou fazer lá? Tem rebanhos lá?

– hihihi…

– …

– Ora, você vai servir vinho e néctar para os deuses e guardará a ambrosia que comemos! Mas não se preocupe, terá a ajuda de Juventa, aquela que vocês conhecem na terra como Hebe!

– Do SBT?

– Mane, SBT!

– Mas eu vou dormir abraçado no que? Eu costumava dormir abraçado com as minhas ovelhas…

– hihihi…

– …

– Mas o senhor já não é adulto? Porque dormir comigo?

– Oras, porque você é um menino lindo!

Em toda a sua inocência de criança Ganimedes não compreendia muito bem a situação, mas uma coisa era certa, aquele velho que se dizia Zeus tinha sérios problemas, será que ele não entendia o óbvio? O absurdo da situação? Então o jovem rapaz fez sua pergunta, na esperança de mostrar ao seu interlocutor sua pequena falha de raciocínio:

– Mas… Do que adianta minha beleza se o senhor vai estar DORMINDO?!?

– Oras rapazinho, sua beleza me enfeitiçou e vou te ensinar algumas coisas que te farão dormir tranqüilo – e mais uma vez Zeus lançou sua piscadela marota para o inocente garoto que pouco compreendia.

– Tranqüilo? Pois se o senhor vê tudo lá do Olimpo, não sabe que tenho o mais irrequieto dos sonos?!? Meu pai sempre dizia que eu dava voltas, falava e dava patadas na cama! Se foi pra dormir comigo que me raptou pode ir me devolvendo para a terra agora antes que me atire dos céus devido aos seus problemas de insônia! Porque sem duvida irei molesta-lo com meu sono perturbado!

– Hihihi, não é só você que vai me molestar

– …

– Ganimedes! É isso o que eu quero que me acorde várias vezes para que eu possa abraça-lo e enche-lo de beijos!

– Não vá reclamar depois, tenho sono pesado e não acordarei…

– Então vamos logo para o Olimpo onde Hermes lhe dará o néctar e a ambrosia e lhe ensinar a servir as taças, o resto vamos aprender à noite… Será divertido!

– Espero mesmo que seja porque se não vou fazer cara feia e bico e meu pai disse que fico horrível quando faço bico!

– Ai que fofinho, vamos Ganimedes, vamos para o Olimpo…

E lá se foi Zeus saltitando para o Olimpo enquanto Ganimedes o seguia sem sequer imaginar o terrível destino que o aguardava…

– Er… Sr. Personagem incógnito?

– Já vou!

– Onde você está?

– Vomitando!

– Compreensível…

Bom, enquanto o sr. personagem incógnito passa mal eu finalizarei este post dando algumas ultimas considerações sobre a História de Ganimedes.

Enquanto Zeus descansa depois de uma noitada com Ganimedes, Prometeu se aproveita para roubar o fogo dos raios do deus!

Enquanto Zeus descansa depois de uma noitada com Ganimedes, Prometeu se aproveita para roubar o fogo dos raios do deus!

Alguns podem achar o diálogo chocante, mas ele aconteceu realmente, querem conferir? Leiam o livro IV dos Diálogos dos Deuses do autor grego do período romano Luciano de Samósata:

– De Próstata?

– Já voltou é?

– Claro!

– Ótimo, agora fica quieto!

Depois que o jovem pastor se tornou amante de Zeus o senhor dos deuses o eternizou no firmamento na forma de uma constelação, tal era seu amor pelo jovem… Querem saber que constelação é essa? Fiquem ligados no próximo post que responderei! E ainda contarei como foi o final daquela festa de 3 posts atrás!

Mas antes de finalizar gostaria de dedicar agradecimentos especiais!

~> Para a Lali, que sempre me apoia a escrever aqui!

~> Para a pequena Ory que está presente lendo os posts que aqui escrevo desde o inicio, há mais de um ano, e já comentou em quase todos! Por essas e por outras que ela é uma leitora VIP!

~> Pra todos aqueles que lêem essa bagaça, é pra voces que esse velho deus escreve!

~> E pra todos aqueles que aqui comentam ou comentaram, o reconhecimento do trabalho de um escritor é seu maior incentivo, e num blog esse reconhecimento é traduzido em comentários!

Muito obrigado a todos voces!

Anúncios




Ganimedes parte II

28 06 2009

Realmente, o ultimo post fez sucesso e o numero de comentários foi mais do que satisfatório, pela primeira vez um post nesse blog ultrapassou a casa dos 10. Estou realmente satisfeito com vocês! E pra demonstrar isso aqui vai a segunda parte da história de Ganimedes, com um pequeno bônus no final para compensar a abrupta interrupção no momento em que a história ficava emocionante…

– Cala a boca e continua logo!

– SACRILÉGIO! EU SOU UM DEUS, OUVIU? UM DEUS!

– ai ta…

– hunf!

Enfim, como eu ia dizendo antes do sr. personagem incógnito me interromper pela enésima vez… Vamos continuar com a história…

Pois é, lá estava Zeus olhando para aquele rapaz que pastoreava o gado, os pensamentos do deus continuavam a perturbar sua mente:

– Mais do que a mente dele é perturbada?

– QUIETO!

Bom… E lá estava o senhor dos deuses pensando em como, antes mesmo dele nascer, havia sido incumbido com a tarefa de espalhar seu sêmem sagrado pela terra de forma a criar as linhagens reais que governariam os humanos na terra:

– Pra mim isso é desculpa pra meter chifre na esposa!

– Concordo, agora posso continuar?

– Claro…

… Ele que nunca havia tido a liberdade de amar sem ser fecundo, sem procriar:

– Mas isso é desculpa pra viadagem!

– Porra, deixa eu continuar a história?

– Ta ta…

Como eu ia dizendo antes do sr. personagem incógnito me interromper de novo… Se bem que eu concordo com o que ele disse… De qualquer forma, continuando…

Zeus observava a graça do caminhar despreocupado do rapaz, o seu andar suave e sua… er… corrida de ninfa que parecia flutuar sem quase tocar o chão… O corpo esguio e seus cabelos abundantes, que escapavam do gorro frígio que cobriam o alto da cabeça, flutuavam ao vento… er… Mas isso é muita viadagem! Me recuso a continuar utilizando as palavras de Zeus, se não daqui a pouco vão achar que isso é um blog GLS! Basicamente ele se encantou com o brotinho que dançava e cantava alegremente pelos campos… E quase sem perceber asas enormes se formaram em suas costas e o senhor dos deuses assumiu a forma de uma enorme águia que mergulhou de encontro ao rapaz que, despreocupadamente, pastoreava o gado.

O jovem acariciava uma vaquinha, dava alguns passos e acariciava outra sem perceber que aos poucos um pequeno ponto escuro no céu aumentava drasticamente de tamanho e tomava a forma de um grande pássaro que se aproximava cada vez mais do chão e em uma fração de segundo Ganimedes já estava cativo nas garras daquela ave monstruosa!

O rapaz se debatia furiosamente e gritava escandalizado com seu repentino rapto, na certa imaginando que se tornaria comida daquela criatura… Mal sabia ele que ele seria sim comido, mas não da forma que esperava…

Zeus que sempre fora meio impaciente não perdeu tempo e, ainda transformado em águia, em pleno vôo possuiu o jovem rapaz… Quando aquele objeto fálico começou a cutuca-lo por trás, Ganimedes simplesmente não pôde crer no absurdo da situação, sem mais nem menos ele era seqüestrado por uma águia que invadia sua privacidade daquela forma! Mas isso era o cúmulo!

Foto tirada no derradeiro instante! Reparem na cara de êxtase da ave e na cara de bunda do rapaz...

Foto tirada no derradeiro instante! Reparem na cara de êxtase da ave e na cara de bunda do rapaz...

Após se refestelar com o pobre garoto, Zeus o levou até o monte Ida onde ficava o templo de Réia:

– Ah, agora quer apresentar o namorado pros pais!

– ai meu saco, fica quieto!

– Mas olha o tamanho do post!

– Mas já?

– SIM!

– Droga!

É isso ai pessoal… O post já está muito grande, o final da história de Ganimedes fica para a próxima, bem como o final da festinha no Olimpo! Espero que tenham gostado e se o numero de comentários ultrapassar novamente a casa dos 10 eu posto amanhã mesmo (dessa vez já tenho ele pronto hohoho)… Então, até o próximo post!

– PERA AI!

– que foi?

– Ouvi falar que voces tão começando a ter concorrencia!

– voces o caramba, Zeus arrumou concorrencia na pedofilia e Afrodite no concurso de beleza!

– Sério?

– Sim sim, nisso que deu a morte do Michael Jackson e da Farrah Fawcett…

– Quem?

– Michael Jackson?

– Não não, a qualquer coisa fawcett

– Uma das panteras originais… A loira…

– Nem sabia que tinha morrido!

– Pois é…





A História de Ganimedes I ou Festinha no Olimpo parte 2

27 06 2009

Vi que muita gente comentou no post anterior, isso é bom… Agora vou continuar a contar-lhes o que se passou naquela festa…

E lá estava aquele sujeito travestido servindo taças de vinho para os deuses, por onde ele passava olhares estarrecidos o acompanhavam, bem como murmúrios que comentavam o ridículo da situação. Quando Zeus disse que haveria uma surpresa especial na festa certamente ninguém esperava por aquilo, eu pelo menos não esperava tão grotesca figura, imaginava algo no mínimo mais normal…

Arrisco dizer que o choque dos convidados só não foi maior porque aquele rapaz já era conhecido, não era de hoje que nos servia como copeiro e não era de hoje que sofria as mais bizarras humilhações nas mãos de Zeus, mas nada como aquilo, isto já era demais!

O pobre infeliz era Ganimedes. Há muito tempo atrás este rapaz foi um príncipe de Ílion, da linhagem de Príamo…

– Opa, mas pera ai, Príamo não era aquele cara de Tróia?

– Sim, ele foi REI de Tróia

– Então que papo é esse de Ílion?

– Ora, e tu te perguntava o que Ilíada tinha a ver com Tróia né?

– Na verdade não…

– Não interessa! Acontece que Ílion é o verdadeiro nome da cidade de Tróia…

– E mudou de nome porque?

– Conto outro dia, agora continue ouvindo à história, pequeno mandrião…

– Pequeno o que?

– XIU!

Enfim, onde estávamos antes do sr. personagem incógnito me interromper?

– No Príamo…

– Ah sim…

Pois é, acontece que Ganimedes era da linhagem de Príamo e de sua, nas palavras de Zeus, “beleza exuberante exaltava todo o vigor de sua juventude e mocidade”… Pois é, lá estava Ganimedes pastoreando o gado, mal sabia ele que ter saído da cama naquele dia fora seu maior erro! Enfim, lá estava ele pastoreando quando os olhos de Zeus nele recaíram e naquele instante um turbilhão de pensamentos passou pela mente do senhor dos deuses e ele viu naquele rapaz tudo aquilo que ele jamais havia sido! Ele viu a juventude, ele viu o vigor de um rapaz jovem, ele viu a infância e a adolescência que ele jamais havia tido! Ele que nasceu para governar o Olímpo, que não pôde viver seus primeiros anos devido à obrigação de destronar seu pai Cronos, agora diante de si podia ver tudo aquilo, tudo o que ele não foi e desejava ser… Aos poucos uma lágrima começou a se formar no canto do olho de Zeus e ele disse com a voz embargada;

– Eu… E-eu… não tive… infância… chuif… – E secou a lágrima que já quase escorria.

O filho da p... Digo, Eros... Aprontando mais uma das suas!

O filho da p... Digo, Eros... Aprontando mais uma das suas!

Naquele momento Zeus percebeu, a ultima das doze flechas que Eros guardava a ele fora lançada e certeiramente havia atingido o alvo e penetrado fundo em seu coração. Se ele estivesse normal, naquele momento estaria olhando pros lados e pensando “cadê aquele filho da puta que me acertou com isso?!?”…

– HÁ! Mas faz todo o sentido!

– Que?

– A mãe do Eros é a Afrodite né?

– É… Faz sentido… Agora fica quieto!

Como eu ia dizendo antes do sr. personagem incógnito me interromper… Zeus nem chegou perto de pensar nessas coisas tal era a forma como aquele rapaz capturava a sua atenção…

– O Eros?

– Não porra! O Ganimedes!

– Ah é!

– XIU!

Pois é, Zeus viu tudo isso no pobre pastor e então fez aquilo que costumava fazer sempre que ficava afim de alguém, se transformou em algum animal, no caso uma enorme águia e mergulhou de encontro ao….

– Olha o tamanho do post!

– HEIM!?

– O tamanho…

– AH!

Realmente, realmente, o Post já está bem comprido, como o amigo personagem incógnito acaba de me lembrar… Aqueles que quiserem saber o que aconteceu com Ganimedes e que tipo de sacanagem Zeus fez com ele fiquem ligados porque logo postarei a continuação! Se o numero de comentários for satisfatório farei isso amanhã mesmo, portanto não deixem de comentar e se possível divulguem o blog, quanto mais pessoas lerem, melhor!





Festinha no olimpo parte 1

23 06 2009

É né, no ultimo post eu falei, falei e no final não respondi como é a vida de um deus, apesar que vocês já devem ter entendido algo depois de ver as desventuras pelas quais o infeliz do Javé passa depois de todo aquele esforço. Mas Javé também fez por merecer, ele resolveu dominar o mundo, praticamente conseguiu e agora ta ai se fodendo, também pudera… Acho que ele não se tocou porque existem vários deuses responsáveis cada um por um povo e etc e tal. Isso é obvio ninguém, por mais fodão que seja, consegue tomar conta de todos vocês, seus serezinhos miseráveis!

É importante que hajam vários deuses, pois dessa forma o trabalho é dividido entre todos nós, isso é muito importante porque vocês dão um trabalho do caramba! Principalmente quando começam a querer rezar e pedir coisa, normalmente a gente nem liga, mas quando vocês começam a rezar todos os dias a gente acaba cedendo só pra vocês calarem a boca…

Mas enfim, o Javé só tem aquela vida miserável por causa disso mesmo, os demais deuses antigos andam é meio entediados, afinal sem ter muita gente acreditando em nós a gente fica meio sem ter o que fazer… Lá no Olímpo ta sempre aquele tédio desgraçado e justamente por isso Zeus resolveu organizar uma festa. Pois é, todos os deuses gregos receberam o convite, não só os olímpianos, porque uma festa com 12 convidados é um fracasso garantido… A menos que o promoter seja Jesus Cristo, o cara conseguiu organizar uma festa pra doze pé rapado onde os comes e bebes se resumiam a pão e vinho e essa bagaça é lembrada até hoje, quase dois mil anos depois. Na minha opinião esse foi o maior milagre do cara…  Mas enfim, voltando ao assunto…

Pois é, Zeus organizou uma festa, ia ter muita ambrosia, muito néctar, ia ter vinho, frias tripas fritas na banha, aquela coisa toda que o pessoal gosta. Quando cheguei não tinha muita gente lá, tava Zeus já atirado no seu lugar e Hera tava dando ordens aos criados, eu me sentei em um canto e Zeus veio puxar papo.

– E ai mano?

– Fala…

– Como ta?

– Entediado…

– Mas hoje tem festa!

– E tá bombando né?

– Ainda é cedo, logo o pessoal começa a chegar…

Hermes chegando todo gracioso!

Hermes chegando todo gracioso!

E dito e feito, o pessoal começou a chegar, o primeiro foi o Hermes, sempre muito rápido, correndo com a graciosidade de uma gazela, depois veio o Dionísio, Athena, Apolo, Ártemis e o povo todo. De repente eu vi dois pés invisíveis sendo limpos no tapetinho da entrada, era Hades… Desde que nós fomos desbancados e ficamos meio sem serviço ele tem vivido dias de moleque, agora deu pra sair por ai com o capacete mágico dele, que deixa ele invisível… Ele coloca aquela bosta e sai passando a mão em quem dá na telha, o cara é realmente safado teve uma vez que ele até estuprou a coitada da Perséfone, dessa vez o alvo foi a Ártemis, mas ela tava esperta, sentiu ele chegando e deu-lhe um tapa tão forte que quase arrancou o capacete. Subitamente ele surgiu do nada, bastante atordoado, no meio da festa e Perséfone viu tudo, ela olhou pra ele, ele pra ela, ela bufou, ele tentou fugir, mas com uma velocidade surpreendente ela chegou nele na voadora e arrastou pra fora da festa… Eu tenho pena dele… Já Ártemis resolveu ir sentar do meu lado, veio com aquele olhar deprimido, meio choroso e eu já sabia, lá vinha ela falar do defunto de novo, depois de séculos ela não conseguia esquecer meu filho Órion, mas eu não tava com a mínima vontade de repetir o mesmo assunto pela milésima vez, então comecei a rezar para que algo a fizesse desistir, rezar pra quem eu não tenho idéia mas deu resultado porque ela mal havia sentado quando chegou o encarregado de servir as bebidas. Todos ficaram quietos, o cara, um “homem”, vestido de copeira francesa adentrou o salão carregando uma ânfora dourada, ninguém podia acreditar no que via, era o cúmulo do ridículo, e eu já sentindo vergonha alheia olhei pra Zeus que admirava de boca aberta o jovem travestido. Quase pude ver um filete de baba escorrendo pelo canto da boca do manda-chuva (ou manda-raios, como preferirem) enquanto Hera olhava com desagrado…

A cara de Zeus tava mais ou menos assim...

A cara de Zeus tava mais ou menos assim...

O resto da festa eu conto outro dia, porque este post já ta enorme… Vocês querem saber quem era o infeliz vestido de copeira e o que ele fez pra merecer tal destino? Fiquem ligados que as respostas virão no próximo post e de quebra coloco com exclusividade detalhes da intimidade de Zeus!

~> Agradeço a todos os que visitaram o blog até agora, principalmente aqueles que comentaram, comentários motivam a continuar com o blog =D

~> Ainda procuro uma boa alma que me ajude com o WordPress, qualquer um que queira ajudar é só largar um comentário com email, msn ou qualquer forma que possa usar para entrar em contato. Obrigado!





Como os deuses foram esquecídos

20 06 2009

Imagino que muitos de vocês devam se perguntar “como é ser um deus?”… Bom, é legal, mas não é aquela coisa toda, principalmente nos dias de hoje. Possivelmente poucos de vocês sabem, mas o poder de um  é diretamente proporcional ao numero de pessoas que nele acreditam, mas não basta apenas acreditar, deve-se venerar também… Ou seja, Zeus só era o fodão porque todos os gregos adoravam ele, mas hoje é diferente…

Pois é, atualmente pouquíssima gente ainda acredita nos deuses antigos, mas por incrível que pareça ainda existem pessoas que crêem em nós (isso é relativamente comum entre pessoas que estudam história, filosofia, se interessam por mitologia e por ai afora). Isso começou há alguns milênios, quando apareceu um deus novo ai, um tal de Javé, o cara veio com o papo de que era fodão, que tinha criado tudo, céu, terra e o caralho a quatro, uma mentirada do cacete, até porque ninguém sabe quem foi que criou a coisa toda, nem nós, até ai tudo bem, cada religião tem um babaca se auto proclamando o criador, isso é bastante comum.

Esse tiozinho simpático ai é o Javé, mas não se deixem enganar!

Esse tiozinho simpático ai é o Javé, mas não se deixem enganar!

No inicio ele era um deus como todos nós, do tipo que recompensa quem o adora e acaba com a vida de quem o desafia. Naquela época ele também não era grande coisa, mas o culto a ele tinha uma grande vantagem, era monoteísta… Vocês devem estar perguntando “e daí?”… Ora, isso é muito importante, enquanto nas religiões politeístas a adoração dos fiéis é dividida entre os vários deuses, numa religião monoteísta todos os fiéis concentram sua devoção na figura de um único deus, de forma a torna-lo mais poderoso. Mesmo sendo um deus único dentro de sua crença e tal ele também tinha problemas, com freqüência seus seguidores simplesmente esqueciam que ele existia, e isso deixava ele muito puto. Um dia Javé chegou a conclusão de que ser um deus cruel e impiedoso não estava dando certo, tipo, quando ele espalhava uma peste, matava meia dúzia ou castigava a geral o povo ficava com tanto medo que implorava perdão, passando a venera-lo com fervor nunca antes visto, só que não demorava muito o pessoal esquecia dele e voltava tudo à mesma merda… Até ele dar piti de novo… E ver seu povo indo embora assim deixava Javé muito triste…

Javé triste, quase me dá peninha...

Javé triste, quase me dá peninha...

Ficava triste o caralho, ele ficava é de saco cheio, só que ai  ele resolveu mudar de tática  porque se continuasse castigando o próprio povo do jeito que fazia logo não ia sobrar mais muito povo pra castigar. Enfim, ele resolveu mudar completamente seu jeito de ser, mandou seu filho pra terra, dizendo ele que era pra absolver a humanidade de seus pecados, e passou a vender a imagem de cara legal, deus bom e amoroso (o que convenhamos é uma puta falácia porque a forma que ele arranjou pro filho absolver a humanidade dos pecados foi bem pouco legal, quanto mais amorosa)… Aquela coisa toda que vocês já devem ter ouvido por ai em algum lugar… Pois é, isso fez tanto sucesso, mas tanto sucesso que todo mundo achou melhor acreditar nele, inclusive alguns tentaram fazer outras pessoas acreditarem nele… na marra… E assim foi por um bom tempo, ele fazia um milagre aqui, outro ali, e assim quase o mundo todo passou a venera-lo, desbancando os outros deuses… Mas isso só foi assim até algumas décadas atrás quando o pessoal resolveu vir com um papo de não acreditar nele, nem na gente nem em ninguém… O que me faz concluir que vocês seres humanos são um baita povinho bunda que não se contenta com nada.

~> Créditos do post:

* Tirinha mostrando Javé por Carlos Ruas

mais tirinhas de sua autoria no site: http://www.umsabadoqualquer.com/

————————————————————————————————

Alguma boa alma que tenha compaixão por um deusrecém retornado ao mundo humano poderia me ensinar a usar corretamente o wordpress e todas as suas funções? Eu ficaria realmente muito grato….